E-mail: Telefone: (14) 3239-1466
Cartão fidelidade

Proteção solar: como cuidar adequadamente da pele?

voltar


No verão, os raios solares incidem com mais força, intensificando a importância de passar protetor solar na pele. Expor-se ao sol sem essa proteção pode causar problemas imediatos, como vermelhidão, bolhas e até queimaduras.
De acordo com a dermatologista da Clínica Due, Cristiane Braga Kanashiro, as queimaduras solares podem propiciar em maiores chances de desenvolvimento de câncer de pele, além de causar manchas de difícil controle (principalmente no rosto) e ocasionar sinais de envelhecimento precoce (rugas, sulcos, piora da textura e elasticidade da pele). Para evitar todos esses problemas, o uso diário do filtro solar é indispensável.
Como escolher o protetor ideal?

Na hora de escolher o protetor mais adequado, o consumidor se depara com uma prateleira repleta de opções, podendo surgir algumas dúvidas, como: qual é a mais adequada ao meu tipo de pele? Maior preço é sinônimo de eficiência? Os importados são melhores que os comercializados nacionalmente? Para acabar com esses questionamentos, preparamos algumas dicas para te ajudar.
Regionalidade: os produtos desenvolvidos aqui são feitos especialmente para o tipo de pele e os hábitos dos brasileiros, além de considerarem o clima do país. Sendo assim, não adianta “importar” essa tecnologia após ou durante uma viagem a outros lugares para aumentar a eficácia.
Uso constante: estudos meteorológicos indicam que o Brasil, por ser um país tropical, tem uma quantidade maior de radiação que chega a ser nociva à saúde humana se não houver cuidados apropriados com a proteção da pele a exposição solar. Por isso, é importante lembrar de passar o protetor todos os dias.
Um para cada pele: é importante observar qual é o mais adequado para seu tipo de pele, garantindo conforto durante o uso.
Pele oleosa: prefira protetores mais leves, como gel ou gel/creme. “Quanto maior a fotoproteção, infelizmente, maior a tendência a oleosidade terá o veículo. Assim, um FPS 30 em gel é o ideal”, explica Cristiane.
Pele seca: opte por protetores mais cremosos, como cremes ou emulsão. “Se tiver alguma substância hidratante associada, melhor ainda”, sugere a médica.
Pele mista: invista no fotoprotetor em emulsão.
Pele normal: fique livre para escolher qual protetor solar mais se adapta a você!
Na hora da aplicação

Agora que já sabe qual é o ideal para seu tipo de pele, está na hora de usar e abusar da proteção. Para isso, aqui vai algumas dicas de como espalhar o filtro solar.

  • A pele deve estar limpa e seca para evitar que ocorra manchas.
  • Os protetores em creme devem ser espalhados com movimento circulares, já os de textura gel, em um único sentido.
  • Os produtos em spray devem ser aplicados diretamente sobre a pele e não devem ser espalhados com as mãos.
  • Exponha-se ao sol depois de, pelo menos, 30 minutos de passar protetor.
  • Não se esqueça de passar nos pés, nas mãos, no pescoço e nas orelhas!
Pode passar protetor de corpo no rosto?
“Não é o ideal, pois a pele do corpo e do rosto possuem características diferentes. Mas entre aplicar o protetor corporal no rosto e ficar sem aplicar, é melhor que aplique”, esclarece a dermatologista Cristiane. A reaplicação do produto deve ser a cada duas horas, de preferência com a pele limpa e seca!
Pesquisa e edição: Portal Alto Astral/ Adaptação de texto: Agência Netshare.

Rede Biodrogas © 2013 - Todos os direitos reservados.

Carregando...