E-mail: Telefone: (14) 3239-1466/ 3239-6600
Cartão fidelidade

Cresce diferença entre expectativa de vida entre mulheres de países pobres e ricos

voltar

Cresce diferença entre expectativa de vida entre mulheres de países pobres e ricos

Ponte Fonte: O Globo

 

s / Hudson Pontes

RIO - A diferença de expectativa de vida entre mulheres que agora estão na casa dos 50 só aumenta na comparação entre países ricos e pobres, conclui estudo divulgado nesta segunda-feira pelo Boletim da Organização Mundial da saúde (OMS). A pesquisa informa que doenças cardiovasculares - como infarto e derrame - e o câncer são as maiores causas de morte de mulheres depois da fase fértil tanto em países ricos quanto em países pobres. O contraste está na forma como as nações menos desenvolvidas tratam as doenças não transmissíveis, com problemas na prevenção, na detecção e no tratamento oferecidos pelos governos locais. Morre-se da mesma coisa, mas nos países ricos a morte é mais tardia.

“Dada a redução substancial na mortalidade materna e no aumento do número de mulheres idosas nos últimos dez anos, sistema de saúde nos países de renda média e baixa têm que se ajustar de acordo (com a nova realidade), ou então essa tendência seguirá crescendo” disse John Beard, diretor do Departamento de Envelhecimento da OMS e um dos autores do estudo em declaração divulgada pela entidade.

De acordo com os autores da pesquisa, o Brasil está bem e avança rapidamente na melhoria das estatísticas. No Brasil, desde 1990, as mulheres com 50 anos tiveram um aumento de 1,9 ano a cada década, com expectativa de chegarem aos 81,3 anos na estimativa de 2012. Já os homens apresentaram no mesmo intervalo um aumento de 1,6 ano de expectativa a partir dos 50 a cada década. De acordo com o boletim, homens brasileiros que completaram 50 anos em 2012 têm expectativa de chegarem aos 77,2 anos.

Infarto, derrame e diabetes, nesta ordem, ainda são as três maiores causas de mortes de pessoas com mais de 50 anos no Brasil. A diferença entre os dados mais recentes estudados pelo Boletim da OMS, de 2011, e os números de 2000 começa a aparecer quando se observa a lista das dez causas mais frequentes. Pela primeira vez, a doença de Alzheimer e o câncer de próstata — duas doenças relacionadas ao envelhecimento entram na lista.

Na França, no Reino Unido e da Chile, a expectativa de vida entre de mulheres com mais de cinco décadas são maiores que das brasileiras: 86,7; 84,4 e 84,3, respectivamente. Mulheres do México e da Rússia têm estimativas inferiores.

Rede Biodrogas © 2013 - Todos os direitos reservados.

Carregando...